inspeção-em-sistemas-de-armazenagem

ISA: Evite prejuízos ao investir em inspeções preventivas

Em variados processos, os Sistemas de Armazenagem são destinados à estocagem de itens diversos, com naturezas, dimensões e pesos próprios, que exigem segurança operacional. Exatamente por isso, dispor de inspeções preventivas é ação essencial para garantir a segurança do processo.

Realizar inspeções preventivas é fundamental para valorizar a visão da empresa diante de um mercado altamente competitivo. Por outro lado, quem não realiza inspeções rotineiras está sujeito a riscos, sejam eles comerciais, financeiros ou de saúde.

Por isso, convidamos você a entender quais são os fatores associados às inspeções preventivas que ajudam sua empresa a evitar prejuízos e as consequências da não preocupação com este fator.

 

Importância das inspeções preventivas em sistemas de armazenagem

Em sistemas de armazenagem, a realização de Serviços de Inspeção regulares e preventivos valoriza a visão da empresa cuja competitividade é bastante alta. O resultado desta operação promove uma postura positiva no ambiente de armazenamento, garantindo a conquista de muitos benefícios.

Além de agregar em segurança para todo o conjunto de ferramentas e procedimentos dentro de armazenamento, investir em inspeções tem benefícios como:

 

Prevenção de acidentes

Todo serviço de inspeção baseado nas normas vigentes e regulamentações garantem qualidade associada à prevenção de acidentes, fatos que agregam valor a toda companhia.

 

Garantia dos investimentos

Processos logísticos aliados ao Serviço de Inspeção garantem a eficiência no funcionamento de todos os produtos e sistemas, tendo como resultado a validação do investimento que a companhia efetuou dentro do armazém.

 

Redução dos custos operacionais

A adoção de inspeções preventivas ajuda na redução dos custos operacionais que, por consequência, repercutem sobre os custos da armazenagem logística.

Sendo assim, as inspeções garantirão a maximização da vida útil das instalações e maior segurança operacional. Será também determinante para indicar a necessidade de intervenções no sistema, como a substituição ou a manutenção, o isolamento (parcial ou total) ou a total evacuação da área de estocagem.

 

Riscos associados à ineficaz inspeção preventiva de sistemas de armazenamento

Como vimos, os benefícios da adoção das inspeções preventivas são importantes fatores de estímulo para que o setor de armazenamento invista nesse processo. Porém, por uma questão de comportamento social, há o costume de atentar-se aos cuidados apenas quando acidentes acontecem.

Dessa forma, mesmo com os conceitos positivos e ganhos associados às inspeções, é importante que conheçamos quais são os riscos de perda que empresas que dispõem de sistemas de armazenagem podem ter ao não investir em inspeções preventivas.

Assim, dentre muitos fatores possíveis de perdas, os riscos financeiros são os que mais podem pesar para empresas que têm sistemas de armazenagem, mas não adotam bons procedimentos de inspeções preventivas. Ou seja, sem uma maior segurança nas operações, a empresa pode perder dinheiro, caso ocorram acidentes ou perdas operacionais.

ISA: infográfico isma

Dessa forma, sem os cuidados das inspeções, toda empresa que dispõe de sistemas de armazenagem pode ter perdas de custos diretas e indiretas.

Dentre os custos diretos, os mais importantes são:

Horas de trabalhos perdidas;

  • Estruturas e produtos que porventura podem ser danificados ou perdidos;
  • Horas dedicadas à investigação do acidente, sem que haja produção;
  • Custo do afastamento do trabalhador, em caso de acidentes;
  • Custos médicos extras dentro da empresa;
  • Custos associados à paralisação dos trabalhadores e maquinários;
  • Custos de materiais e matéria-prima;
  • Custos de multas por atraso de contrato, defesa jurídica, indenizações, etc;
  • Custo de contratação de novo trabalhador, caso haja a necessidade.

Já os custos indiretos, os mais significativos são:

  • Custos derivados de uma possível imagem negativa da empresa perante à sociedade, fornecedores e compradores;
  • Custos da ausência de pessoal afastado, em razão de acidente.

Sendo assim, as inspeções acabam por apresentar um caráter preventivo, desde que realizado conforme instruções da ABNT-NBR-15524:2007. Assim o usuário se resguarda perante às normas técnicas vigentes e garante maior longevidade aos seus sistemas de armazenagem.

Diante disso tudo, fica um alerta para as pessoas com aversão ao risco, mas não querem gastar por isso: as inspeções preventivas de sistemas de armazenagem não podem ser consideradas custo, e sim, investimento!

Você não quer perder dinheiro em seu processo logístico? Fale com um consultor especializado e saiba mais sobre a ISA.